sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Efésios 4.25-32

Efésios 4.25-32

25 Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros.
26 Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira,
27 nem deis lugar ao diabo.
28 Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha com que acudir ao necessitado.
29 Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem.
30 E não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção.
31 Longe de vós, toda amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmias, e bem assim toda malícia.
32 Antes, sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou.

Efésios 5.1-2
1 Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados;
2 e andai em amor, como também Cristo nos amou e se entregou a si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em aroma suave.

Efésios 4:25-32; 5:1-2

É verdadeiramente triste o fato de que Deus tenha de fazer, às pessoas que estão assentadas nos lugares celestiais, recomendações como: não mintam... não furtem... não se embriaguem (5:18). Mas Ele sabe do que o nosso pobre coração carnal é capaz, e o diabo, que também sabe, não perderá nenhuma das oportunidades que lhe oferecermos (4:27).

Notemos que cada exortação está acompanhada de um motivo particularmente elevado e comovedor. As três Pessoas divinas estão envolvidas aqui:

(1) O Espírito Santo está em nós; tenhamos cuidado para não O entristecer (v. 30).

(2)Somos os amados filhos de Deus e o nosso Pai deseja ver Sua semelhança em nós (5:1). Lemos no v. 32: "... perdoando-vos uns aos outros, como também Deus em Cristo vos perdoou". Isto vai mais além da oração ensinada aos discípulos judeus: "Perdoa-nos os nossos pecados, pois também nós perdoamos a todo o que nos deve..." (Lucas 11:4).

(3) O próprio Senhor Jesus é o nosso Exemplo (5:2; João 13:14). Ele nos ensinou o que é o verdadeiro amor ao nos amar até a morte (1 João 3:16). Contudo, não esqueçamos jamais que Ele Se ofereceu primeiramente a Deus em perfeito sacrifício, um aroma infinitamente suave.

Que DEUS abençoe a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário